Eoforest

Earth Observation Services for Forest Management

Descrição geral

Eoforest – Serviços de observação da Terra para a gestão de florestas

O Eoforest é o catálogo de produtos de geoinformação florestal da GMV integrados numa única plataforma para facilitar a gestão sustentável dos recursos florestais pelas organizações envolvidas:

  • o setor público com compromissos de gestão e criação de relatórios;
  • associações e proprietários privados de florestas;
  • indústria florestal; e
  • agências ambientais e de conservação.

O Eoforest respeita as normas de dados geoespaciais actuais, de modo que os nossos produtos possam ser transferidos para qualquer visualizador geográfico através de serviços padronizados da Open Geospatial Consortium (OGC).

Se tiver alguma questão ou pedido, contacte-nos através do e-mail [email protected]

Mais de 15 anos

de experiência no fornecimento de soluções florestais de observação da Terra

23 países

em todo o mundo implementaram as nossas soluções

Serviços e produtos da Eoforest

Eoforest - Serviços de observação da Terra para a gestão de florestas

Máscara de Floresta

O produto Máscara de Floresta fornece uma classificação binária floresta-não floresta. Para florestas mistas/decíduas, são necessárias várias imagens, para observar as condições sazonais da folhagem. Adicionalmente, é criado um mapa de probabilidade para obter o nível de confiança de cada píxel da classificação binária. O mapa de probabilidade pode ser utilizado para distinguir áreas florestais puras de transição ou degradadas.

O produto Máscara de Floresta é a base para outros produtos, tais como a classificação do tipo de floresta ou a monitorização do stress da vegetação. O produto adapta-se às várias definições de floresta, que variam entre diferentes países.

Principais aplicações:

  • Inventário de florestal
  • Gestão de recursos naturais e florestais
  • Gestão do uso do solo e monitorização da dinâmica de ocupação e uso do solo
  • Avaliação do impacto ambiental
  • Análises de desflorestação e degradação
  • Estimativa de biomassa e projetos de compensação de carbono
  • Fração de cobertura florestal
  • Conservação da biodiversidade
  • Planos de combate aos incêndios florestais

Principais tipos de florestas

A classificação supervisionada de uma imagem de satélite fornece um mapa da distribuição espacial das espécies dominantes e identifica a combinação de espécies presentes numa determinada área. Adicionalmente, para cada espécie é criado um mapa de probabilidade de forma a obter o nível de confiança de cada pixel na classificação. Os mapas de probabilidade podem ser utilizados para estudar a predominância ou coexistência de espécies em cada pixel, bem como para aproximar a incerteza do mapa de espécies dominantes.

É necessário um estudo preliminar das espécies dominantes ou comunidades florestais. As categorias das espécies, comunidades ou massas são personalizáveis para atender às necessidades dos utilizadores e locais.

Principais aplicações:

  • • Inventário florestal
  • • Gestão de recursos naturais e florestais
  • • Gestão do uso do solo e monitorização da dinâmica de ocupação e uso do solo
  • • Avaliação do impacto ambiental
  • • Estimativa de biomassa e projetos de compensação de carbono
  • • Conservação da biodiversidade

 

Idade da Floresta

O produto Idade da Floresta é obtido através da análise de dados de satélite multitemporais derivados das missões Landsat (1984-2015) e Sentinel-2 (a partir de 2016). Devido ao limite temporal do registo de dados, o produto não distingue faixas etárias além dos 30 anos, e é atribuída uma única categoria, com a identificação “mais de 30 anos”.

Principais aplicações:

  •  Inventário florestal
  • • Gestão de recursos naturais e florestais
  • • Gestão do uso do solo e monitorização da dinâmica de ocupação e uso do solo
  • • Avaliação ambiental
  • • Estimativa de biomassa e projetos de compensação de carbono
  • • Conservação da biodiversidade

Cicatrizes de Áreas Queimadas

A identificação das áreas florestais ardidas sobre imagens de satélite é realizada através de técnicas de deteção de alterações entre duas datas (pré-fogo/pós-fogo). A análise permite estimar a área afeta pelos incêndios e é usada para suportar planos de recuperação florestal.

Adicionalmente, é criado um mapa de probabilidade com a classificação binária ardido-não ardido, para obter o nível de confiança de cada pixel. O mapa de probabilidade pode ser utilizado para estimar os impactos causados pelos incêndios ou identificar áreas de elevada incerteza.

Principais aplicações:

  • • Avaliação do impacto causado pelos incêndios florestais
  • • Planos regionais para a prevenção dos incêndios florestais
  • • Avaliação ambiental
  • • Planos de recuperação florestal
  • • Gestão sustentável dos recursos naturais e florestais

Cortes Florestais

Deteção de cortes florestais, relacionados com a exploração madeireira, através da análise multitemporal de imagens entre duas determinadas datas ou uma série de datas.

Adicionalmente, é criado um mapa de probabilidade com a classificação binária dos cortes florestais, para obter o nível de confiança de cada pixel. O mapa de probabilidade pode ser utilizado para identificar áreas com alguma incerteza.

Principais aplicações:

  • • Avaliação da desflorestação
  • • Gestão de florestas - Planos de recuperação florestal
  • • Dinâmicas de uso e ocupação do solo
  • • Avaliação ambiental
  • • Projetos de compensação de carbono

DEM - Terreno

O produto Modelo Digital de Elevação consiste na representação gráfica dos parâmetros do terreno através da produção de mapas de relevo (altimetria, orientação de vertentes, declive).

O produto DEM-Terrain desenvolve:

  • Modelo Digital de Superfície (MDS): representa os valores altimétricos do terreno com inclusão de todos os objetos elevados presentes na mesma, tais como, vegetação e edifícios.
  • Modelo de terreno digital (DTM): representa apenas a elevação do terreno, não inclui os objetos elevados, tais como árvores e edifícios.
  • A resolução espacial dos dados é um elemento fundamental que irá afetar a representação do terreno.

Principais aplicações:

  • Topografia
  • Inventário e gestão de florestas
  • Plano de gestão de bacias hidrográficas
  • Avaliação ambiental
  • Modelação hidrológica
  • Ordenamento do território

Altura das Copas

O produto Modelo de Altura de Copas (CHM) é obtido através da relação dos mapas gerados por imagens de resolução muito elevada (VHR) e por informações de um CHM LiDAR.

Adicionalmente, a altura média pode ser calculada de uma área com árvores que apresentam características semelhantes, se a delineação da área for fornecida pelo utilizador ou por terceiros.

Principais aplicações:

  • Inventário florestal
  • Gestão de recursos naturais e florestais
  • Avaliação ambiental
  • Medições indiretas de biomassa acima do nível do solo (AGB)

Infraestruturas Florestais

Base de dados geográfica de infraestruturas florestais, adaptada a partir da norma cartográfica internacional Multi-National Geospatial Co-Production (MGCP). Escala de trabalho: 1:5000. Classes temáticas dos dados geográficos: rede de transportes, hidrologia, locais povoados, indústria, energia e LULC (uso e ocupação do solo). A base de dados é complementada com dados descritivos para consulta. Harmonização da cartografia às normas INSPIRE.

Principais aplicações:

  • Manutenção e acesso a infraestruturas
  • Plano de gestão e inventário florestal
  • Dinâmicas de uso e ocupação do solo
  • Avaliação ambiental

 

 

Rede Hidrográfica

Base de dados geográfica da rede hidrográfica, adaptada a partir da norma cartográfica internacional Multi-National Geospatial Co-Production (MGCP). Escala de trabalho: 1:5000. Classes temáticas dos dados geográficos: rios, riachos e corpos de água. Bacia hidrográfica delineada com recurso ao modelo digital de terreno (DEM) e inclusão da classificação hierárquica das linhas de água. A base de dados é complementada com dados descritivos para consulta. Harmonização da cartografia às normas INSPIRE.

Principais aplicações:

  • Risco de cheias e erosão (solos e leitos de rios)
  • Recursos hídricos e gestão florestal
  • Avaliação ambiental

Danos Bióticos

Este produto deteta a ocorrência de surtos de pragas e doenças, calculando a área afetada e atualizando o máscara de floresta.

A área danificada é classificada em três categorias dependendo da variação da vitalidade florestais (índice de área foliar, atividade fotossintética e humidade da vegetação).

Principais aplicações:

  • Avaliação de dados de doenças e pragas em quase tempo real
  • Avaliação do impacto ambiental

Danos pela seca

Este produto calcula a área florestal afetada por secas. Os índices de vegetação multitemporal e os dados climáticos são combinados com algoritmos de aprendizagem automática para correlacionar a deterioração da saúde florestal com períodos de seca. O resultado fornece um mapa que apresenta as áreas danificadas causadas durante o episódio de seca. A área danificada é classificada em três categorias dependendo da variação da vitalidade florestais (índice de área foliar, atividade fotossintética e humidade da vegetação).

Principais aplicações:

  • Monitorização de secas
  • Monitorização de alterações climáticas
  • Avaliação do impacto ambiental
  • Gestão de recursos hídricos

Volume de madeira

O Volume de madeira é calculado através da média do diâmetro à altura do peito (DBH) da árvore e da altura da cobertura. Estes dados de campo devem ser correlacionados com o SAR (Radar de Abertura Sintética) e imagens de satélite ótico através da Inteligência artificial (IA).

As imagens de satélite também podem ser diretamente correlacionadas com os dados do campo do volume de madeira, se estiverem disponíveis. Atualmente em desenvolvimento, à medida que são disponibilizados cada vez mais novos conjuntos de dados.

Principais aplicações:

  • Projetos de estimativa de biomassa e de compensação de carbono
  • Exploração e gestão sustentáveis de florestas
  • Inventário de florestas e estatísticas de florestas nacionais

Biomassa

A biomassa acima do nível do solo (AGB) consiste em toda a biomassa de madeira, incluindo troncos e ramos, em toneladas por hectare. A AGB é normalmente calculada com equações alométricas com base no diâmetro à altura do peito (DBH) da árvore e a altura da cobertura. As medidas de retrodifusão do Radar de Abertura Sintética (SAR) são sensíveis à biomassa acima do nível do solo (AGB) e as observações do espaço podem ser utilizadas para mapear a AGB a nível global. Os dados de campo devem ser correlacionados com o SAR (Radar de Abertura Sintética) e imagens de satélite ótico através da Inteligência artificial (IA) para obter estimativas de AGB.

Principais aplicações:

  • Gestão sustentável de florestas
  • Degradação florestal e melhoria das análises de teor de carbono nas florestas
  • Atividades da REDD+
  • Projetos de compensação de carbono
  • Programas de conservação e biodiversidade
  • Estatísticas de florestas nacionais

Teor de carbono

O teor de carbono representa a quantidade de carbono que foi sequestrada da atmosfera e que agora está armazenada na biomassa acima do nível do solo (AGB) (t C/ha). O teor de carbono é calculado a partir de modelos da AGB e a fração de carbono de valor de matéria seca publicados pela Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC).

Principais aplicações:

  • Cálculo de fatores de emissão e emissões de CO2 na atmosfera
  • Monitorização de relatórios de programas e projetos de redução
  • Relatórios necessários sobre os inventários dos gases de efeito de estufa naturais (GHG) (Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas (UNFCCC)): Comunicações nacionais e relatórios atualizados duas vezes por ano, contribuições determinadas a nível nacional (NDC), etc.)

O produto Biodiversidade representa a diversidade intrínseca da comunidade florestal calculada com índices relacionados com o domínio, abundância e uniformidade de espécies de árvores florestais. São necessárias avaliações de biodiversidade para fornecer informações necessárias para apoiar a tomada de decisões relacionadas com a biodiversidade na gestão e política florestal.

Principais aplicações:

  • Ecologia de paisagens
  • Restauração de ecossistemas
  • Avaliação do impacto ambiental

Fragmentação dos habitats

A fragmentação dos habitats mapeia e monitoriza o surgimento de descontinuidades (fragmentação) na vegetação de um habitat específico. O produto fragmentação dos habitats é obtido através da classificação de padrões espaciais de fragmentos florestais e da avaliação das densidades florestais. A gestão sustentável de florestas pode ser alcançada de várias formas incluindo através da gestão de florestas por serviços de ecossistemas (além do simples aprovisionamento). O produto Habitat Fragmentation é obtido através da classificação de padrões espaciais de fragmentos florestais e da medição da densidade da área florestal para quantificar a fragmentação florestal.

Principais aplicações:

  • Ecologia de paisagens
  • Restauração de ecossistemas
  • Avaliação do impacto ambiental

Recursos

Documentos relacionados com Serviços de observação da Terra para a gestão de florestas


Source URL: http://gmv.com/produtos/espaco/eoforest