Dia Internacional do Voo Espacial Humano: um dia na “vida” da ISS

ISS

O dia 12 de abril é uma data importante para o Voo Espacial Humano, pois foi nesta data que o cosmonauta Yuri Gagarin se aventurou pela primeira vez no espaço, em 1961. Esse primeiro voo foi o primeiro voo humano no espaço e definiu as bases para mais de 600 astronautas, cosmonautas e taikonautas que o seguiram.

Desde então, a data é celebrada todos os anos, como um recordatório não apenas desse primeiro grande feito da exploração humana do espaço, mas também de todos os outros que se seguiram.  Para as equipas da GMV que trabalham nas operações da Estação Internacional Espacial (ISS, nas suas siglas em inglês), isto é particularmente verdade.

Mas como é atualmente um dia de Voo Espacial Humano? Em particular, como são as operações da ISS? E como é que as podemos comparar com o primeiro voo espacial de Yuri Gagarin? Vamos dar uma vista de olhos ao dia 12 de abril de 2022:

Temos atualmente 11 astronautas a bordo da ISS, o que não é muito comum. Isto ocorre devido à missão “Axiom-1” atualmente em curso, a primeira missão totalmente privada à ISS. No geral, temos 4 astronautas privados, 3 cosmonautas russos, 3 astronautas da NASA e 1 astronauta da ESA, Matthias Maurer, a viver e a trabalhar a bordo da ISS. Poderíamos então dizer que estes dias as coisas estão animadas na ISS.

O dia começa, como é costume, com a DPC (Conferência Diária de Planificação, nas suas siglas em inglês) com a presença de todos os astronautas e dos 5 centros de controlo em todo o mundo que participam nas operações da ISS. Sendo Houston o mais famoso, o Centro de Controlo Columbus (COL-CC), situado em Oberpfaffenhofen, é também um desses 5 centros de controlo e o local a partir de onde são dirigidas as operações na Europa. É onde se encontra a maior parte dos membros da equipa GMV que trabalham nas operações ISS. Temos funcionários da GMV nas Equipas de Voo e Controlo de Terra (FCT/GCT), como Controladores de Sistemas de Voo (STRATOS), planificadores (EPIC), Controladores de Terra (GC), Engenheiros de Subsistemas (SSE), Planificadores de Operações de Terra (GOP) e como Diretores de Voo (FD).

Ao longo do dia, os astronautas andam agitados entre os diferentes módulos da ISS, incluindo o laboratório científico europeu “Columbus”, a trabalhar numa série de atividades, incluindo complexas experiências científicas, demonstradores de tecnologia, atividades de manutenção, exercício físico e até alguns eventos públicos em meios de comunicação em direto. Em terra, as equipas espalhadas pelo globo estão igualmente ocupadas, dando apoio às atividades mediante a monitorização e controlo do equipamento e infraestrutura a bordo, a preparar e a ativar o hardware necessário, a comunicar diretamente com os astronautas, a controlar as experiências científicas e já a preparar as atividades dos dias seguintes.

No geral, com a exceção do ocasional “Feliz Dia da Cosmonáutica!” ouvido nas colunas, o dia prossegue de forma bastante “nominal” (tal como nós gostamos de dizer), como em qualquer outro dia (bastante agitado) na ISS. E essa é talvez uma das grandes diferenças entre o dia 12 de abril de 1961 e o 12 de abril atual: o Voo Espacial Humano tornou-se num “lugar comum” e por vezes podemos até dá-lo por garantido. Mas não se deixem enganar, basta passar alguns momentos aos comandos, em particular num dia agitado como hoje, para ter noção do esforço e dedicação de equipas de todo o mundo para manter as operações na Estação Espacial Internacional em funcionamento.

Apesar da sua “normalidade”, o Voo Espacial Humano continua a apresentar riscos e desafios significativos e é necessária uma grande dose de vigilância, competência, disciplina e trabalho de equipa para solucionar estes problemas. Estamos felizes por ver estes valores representados nos nossos colegas da GMV, que continuam a apoiar as operações na ISS e no laboratório Columbus de forma tão diligente. Celebremos juntos alguns dos grandes feitos da ISS e da GMV no Voo Espacial Humano nos últimos 12 meses:

  • Conclusão com êxito do Incremento 65 (este é o nome dado a “Expedição” a bordo da ISS, foi a 65ª expedição de longa duração à Estação Espacial Internacional desde o seu início) e da missão Alpha da Agência Espacial Europeia (ESA), liderada pelo astronauta Thomas Pesquet, com diversos colegas da GMV em funções de liderança.

  • O êxito no lançamento e acoplagem do Módulo Laboratório Multiproprósito (MLM) “Nauka” à ISS.

  • Chegada do Braço Robótico Europeu (ERA) à ISS.

  • Recorde do maior número de pessoas no espaço em simultâneo (19 pessoas, em dezembro de 2021).

  • Lançamento do astronauta Matthias Maurer, da Agência Espacial Europeia (ESA) e início da sua missão, denominada Cosmic Kiss (Beijo Cósmico).

  • Primeira missão totalmente privada à ISS com Axiom-1.

  • A primeira vez que a ESA concluiu 3 missões consecutivas à ISS, com as missões Alpha (Thomas Pesquet), Cosmic Kiss (Mathias Maurer) e Minerva (Samantha Cristoforetti).

E, ao mesmo tempo que celebramos estes feitos, devemos também olhar para diante e para muitos mais no futuro. Com a crescente comercialização de LEO (Órbita Baixa da Terra) e a construção do programa Artemis, regressar à Lua, o futuro parece emocionante para o Voo Espacial Humano. Tal como Yuri Gagarin proferiu em 1961 antes do seu lançamento: Poehali! (Vamos!)

 

Autores: Claudia Kobald e João Lousada

Adicionar novo comentário

Not show on Home
Inactiu

Source URL: http://gmv.com/media/blog/espaco/dia-internacional-do-voo-espacial-humano-um-dia-na-vida-da-iss